Desde que entrou na escola, meu filho só fica doente


“Thaise, me ajude! Desde que entrou na escolinha, meu filho só fica doente! Antibiótico uma vez por mês e muita preocupação…Ele tem quase 2 anos.”

Mensagem recebida inbox na página Mamaholic no Facebook em 22.08.2016

Esse foi um dos motivos que me fizeram reorganizar toda a vida para que a Catarina não fosse de jeito nenhum antes dos 2 anos para a escola. Sabemos que é por volta dessa idade que o sistema imunológico da criança está mais maduro para enfrentar “o mundo real”. De qualquer forma, como professora, eu digo que escola é sempre escola. Eu vivo com as viroses dos meus alunos! hahahahaha

Convidei a fofíssima Dra. Maíra Luz, pediatra e pneumologista pediátrica, para falar um pouco sobre isso e acalmar os corações maternos.


A introdução escolar é um marco na vida das famílias. Muitas mudanças acontecem na dinâmica familiar e, junto a toda essa fase turbulenta, ainda surgem as primeiras doenças infantis.

É muito comum, logo após 1 ou 2 semanas do início escolar, os bebês – salvo os que tem irmãos mais velhos ou contato muito próximo com outras crianças- começarem a apresentar várias doenças seguidas. É o famoso: terrible first year – o terrível primeiro ano escolar!

O que é importante saber nessa fase?

escolinha doenças

Precisamos saber o que é normal e o que não é. É muito comum as mamães me questionarem se os bebês têm algum problema de imunidade pois estão “ficando muitas vezes doente” e a maioria está na evolução normal.

Normal é ficar de 8 a 12 vezes resfriado ou com alguma doença mais simples neste primeiro ano escolar(!!) e este número vai caindo com o passar dos anos na escola (ufa!). Tudo isso é causado, na sua maioria, por contato com novos vírus e bactérias, algo que nunca havia ocorrido na vida do bebê, o que favorece que eles sejam mais suscetíveis a desenvolver infecção.

Eles passam a ser expostos a mais de 200 vírus respiratórios, pelo menos! Esses vírus são espalhados pelo ar, nas mãozinhas, secreção nasal, objetos…

Vamos pensar nos nossos bebês? Em 5 minutos brincando numa brinquedoteca, quantos objetos eles colocam na boca? Quantas vezes coçam olhos, nariz e tocam nos brinquedos?

E esse é apenas UM dos mecanismos de transmissão dos vírus e bactérias. Imaginem nas 4-6, até 8 horas que estão na escola, quantos desses episódios aconteceram?

Assim, não há muito como escapar das temidas infecções do primeiro ano escolar. E apesar de serem massacrante para os pais e para os bebês, a boa notícia é que cada doença desenvolve em seu filho uma imunidade permanente contra cada vírus que teve contato. Há estudos que comprovam os benefícios da aquisição dessas doenças nessa fase, evitando diversas doenças graves no futuro.

Quanto à imunidade, geralmente não há nada errado, não é comum ter deficiência. Apenas investigamos casos mais graves ou com histórico familiar. Mas sua pediatra saberá identificar essa necessidade.

Para amenizar essa luta -amenizar apenas, pois não existe a fórmula mágica- é importante ter bons hábitos. Alimentação rica em nutrientes, exposição solar segura- pela poderosa vitamina D-, horário de dormir respeitado, vacinação em dia. Além disso, é sabido que o aleitamento materno protege o bebê dessas infecções, mesmo no futuro, quando já não estiver mais mamando.

Portanto, fiquem tranquilas, essa fase é difícil, mas passa. Procure sempre o amparo da sua pediatra para avaliar seu bebê e para que vocês possam curtir com mais plenitude essa fase tão especial e nova na vida da família, que é o início da escolinha.

pediatra uspMAÍRA LUZ é pediatra pela Santa Casa de SP. Especializada em pneumologia pediátrica pela Faculdade de Medicina da USP e mamãe de uma princesa. 

Instagram: @dra.mairaluz
Facebook: facebook.com/dra.mairaluz
Site: www.mairaluz.com.br

POSTAGENS RELACIONADAS

como amamentar quando volta ao trabalho
Como fica a amamentação quando a mãe volta a trabalhar?
September 24, 2017
Amamentação
Mitos da amamentação
April 03, 2017
amamentacao
Por que é tão difícil amamentar?
March 30, 2017
ensaiofamilia8
Porque quero ter mais filhos
August 11, 2016
amamentacao
Curso Avançado em Amamentação
July 19, 2016
silicone
É possível amamentar tendo prótese de silicone?
May 31, 2016
estomatite
Estomatite
February 28, 2016
Minha filha foi para a escola e eu não chorei – nem vou chorar!
February 16, 2016
professor
6 coisas que você NÃO deve dizer ao professor do seu filho
January 19, 2016

3 Comentários

Antonia
Responder 6 de outubro de 2017

Eu já nem sei mais oq fazer, pq meu filho vive em pediatra e passa remédio de todo jeito é nada resolve, passa o fim de semana ótimo chega na segunda em contato com outras crianças o cáos começa novamente, fica doente denovo, será q ele não está reagindo pelo fato de estar constantemente doente? será q há algo errado com a imunidade dele? Alguém aí me ajudem.

Claudia
Responder 9 de setembro de 2016

Excelente artigo!
Passei por tudo isso com a minha filha que foi para o berçário com 4 meses, teve várias crises de bronquiolite e hoje com 2 anos está ótima, nunca mais teve nenhuma crise.
A Dra Maíra a acompanhou e a tratou sempre com muito carinho e muita competência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com "*"