Estrabismo infantil


-Gente, minha filha é vesga?!

Foi com essa pergunta de uma amiga surtada no grupo de whatsapp que me veio a ideia de falar sobre o estrabismo em bebês. Conversei com a dra Lara Murad para tirar algumas dúvidas. Espero que gostem! Se alguém tiver alguma experiência, por favor, escrevam nos comentários! Pode ajudar outra mãe que chegar até a página futuramente.

Beijos,

Ise.


 

1.O que é o estrabismo? 
O estrabismo é um defeito no alinhamento dos olhos em que há a perda do paralelismo.

2. Existe uma idade até a qual seja normal ser estrábico? Por que isso acontece?O estrabismo é mais comum na infância porém pode acontecer em outras fases da vida. Normalmente acontece por haver uma força muscular diferente entre os músculos que desempenham a mesma função.

 3. Como os pais normalmente percebem o estrabismo no bebê ou na criança? Existe uma idade padrão em que isso acontece?
Existem vários tipos de estrabismo com peculiaridades diferentes em cada caso. Em qualquer percepção de deslinhamento dos olhos, os pais devem procurar um oftalmologista para um diagnóstico precoce e preciso.
 4. Como é feito o diagnóstico? Só um oftalmopediatra pode fazê-lo ou os pediatras generalistas estão aptos a fazê-lo também?
O diagnóstico pode ser feito pelo oftalmologista geral e em casos mais específicos a criança é encaminhada ao oftalmopediatra ou estrabólogo.
Tipos de estrabismo

Tipos de estrabismo

 

5. O bebê ou a criança estrábica sente alguma coisa? Ela tem algum sintoma como incômodo, dor de cabeça, visão dupla etc?
Quando a criança é muito pequena, dificilmente consegue verbalizar os sintomas. Em crianças maiores é comum ouvirmos queixas como dor de cabeça, visão dupla e até dor na região cervical (pescoço). Isto acontece porque algumas vezes o paciente adota involuntariamente uma posição viciosa da cabeça na tentativa de compensar o desvio.
 6. O bebê/a criança estrábico/a necessariamente tem problema de visão?
Em alguns casos a visão dos olhos separadamente pode ser normal principalmente se o paciente tem um desvio alternante, ou seja desvia um olho de cada vez, Isso acontece porque mesmo que em momentos diferentes, os dois olhos são estimulados.
 7. É possível alguém nascer com os olhos normais e mais tarde apresentar estrabismo?
Sim, existem estrabismos que aparecem um pouco mais tarde, em torno dos 2 anos e até em fases mais tardias.
 8. Qual o tratamento e a partir de qual idade costuma-se fazê-lo?
O tratamento depende do tipo de estrabismo e deve ser iniciado imediatamente no momento do diagnóstico
 9. Uma criança estrábica pode ser um adulto perfeitamente normal?
Sim, quando a abordagem é precoce e o tratamento realizado da melhor forma possível muitas vezes a visão é completamente normal na idade adulta.
 
laraDra. LARA MURAD BICHARA é especialista em Oftalmologia pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia e é membro da Sociedade Brasileira de Oftalmologia. Foi fellowship no Serviço de Oftalmologia no Hôpital Pelllegrin, em Bordeaux-França. Atualmente, a médica atende em seu consultório no Leblon (RJ) e é chefe do Serviço de Oftalmologia da Policlínica Naval de Niterói/RJ. Ela participa ainda de congressos e cursos com frequência, como palestrante muitas vezes, e possui artigos publicados em revistas científicas da área.

 

POSTAGENS RELACIONADAS

nutricionista infantil
8 dicas para a criança comer melhor
October 26, 2017
sintomas gravidez
10 sintomas estranhos na gravidez
May 21, 2017
choro
10 motivos legítimos para uma grávida chorar
February 15, 2017
empreendedorismo materno
A maternidade me transformou em uma profissional mais feliz
August 09, 2016
amamentacao
Curso Avançado em Amamentação
July 19, 2016
homemgravido
Pai também pode ficar “grávido”!
May 16, 2016
girl-797837_960_720
O verdadeiro tempo de cada criança
January 24, 2016
professor
6 coisas que você NÃO deve dizer ao professor do seu filho
January 19, 2016
impossible
Feliz ANO NOVO!
December 31, 2015

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com "*"