Festa de 2 anos da Catarina: a comida!


Recebo muitas mensagens perguntando como resolvi o binômio alimentação infantil + festa de aniversário no aniversário da Catarina. Veja bem, eu sou de família italiana. Nada, absolutamente nada, é mais importante numa festa do que comida.

Comida foi das primeiras coisas que eu fechei.

Como a ideia toda da coisa tinha a ver com festa no quintal, eu não abri mão dos salgadinhos tradicionais. Fritos e assados.

Ah..mas e as crianças?

Depois falamos das crianças. Eu estava pensando EM MIM e em todos os adultos que frequentaram as festas de antigamente e adoram coxinha, risole, esfiha.

Eu encomendei coxinha com catupiry, bolinha de queijo, croquete de calabresa com queijo, risole de palmito, risole de queijo e presunto, esfiha de carne, esfiha de frango com catupiry, enrolado de presunto e queijo e enrolado de palmito. Comprei bastante variedade e em bastante quantidade pois eu escolhi fazer a festa na hora do almoço, todo mundo iria chegar lá morrendo de fome.

Não contratei de grandes buffets. Comprei com uma doceira de bairro, muito bem indicada por uma de minhas melhores amigas. Havíamos comido alguns dos quitutes no aniversário da filhinha dela e adoramos. Acho bem legal comprar de pequenas empresas, mães empreendedoras, negócios de bairro. Vocês sabem. Acho que é fundamental apoiar as mães e os pequenos empreendedores. Deu um pouco de trabalho na hora de pagar (não aceitava cartão, o valor era alto, tinha que pagar no momento da retirada com dinheiro etc Mas ainda assim, acho que vale a pena!).

Com a mesma pessoa encomendei bolo trufado com morangos, brigadeiros tradicionais, brigadeiros brancos, bicho de pé, beijinhos e cajuzinhos (cajuzinho era uma coisa que eu não via desde meu aniversário em 1989…hahaha).

A decoradora usou parte dos doces para compor também a decoração da mesa. Comprei algumas forminhas mais bonitinhas que tinham a ver com a decoração que eu e a Sandra havíamos planejado.

docinhos decoração

Como a festa começava às 11h, eu tinha só metade dos meus problemas resolvidos. Imaginando 4 horas de festa, eu esquematizei da seguinte forma:

Das 11h às 12h30 servir salgadinhos
Das 12h30 às 14h servir almoço
14h15 cantar parabéns
14h30-16h docinhos

Bebidas volantes o tempo todo.

Lindo na teoria, né? Mas na prática eu precisava de alguém que operacionalizasse isso e não era fácil. Eu precisava de alguém que fizesse e servisse o almoço, que tivesse material para montar um buffet com os rechauds e tudo mais, que dimensionasse a quantidade de bebida necessária, que servisse essa bebida, que tivesse pratos, talheres, tulipas de acrílico…e o pior: alguém que gerenciasse tudo isso porque mãe de aniversariante não consegue lidar com nada.

Foi aí que achei a Aline, numa madrugada pesquisando e pesquisando caí em alguma coisa dela e vi que ela fazia TUDO o que eu precisava. No dia seguinte conversamos e logo fechamos. Ela veio até aqui em casa para passar a máquina de cartão de modo que eu pudesse dividir o pagamento. Para desespero do meu marido, eu adoro um parcelamento e dividi em 6 vezes! Não é maravilhoso quando a gente pode parcelar para depois da festa? Ela também trouxe o contrato e discutimos o cardápio. Eu não queria servir massa e molhos. Mais do mesmo. Ela me sugeriu fazer um strogonoff de carne, com arroz, batata palha e uma salada simples e fresca, de alface, tomate e uma seleta de legumes. Eu adorei a sugestão! Achei que tinha tudo a ver com a leveza da festa no quintal, o horário…

Foi a Aline quem cuidou do almoço, da automação da festa (controlar os horários, a equipe toda), levou água, refrigerante e suco, utensílios… Enfim, ela fez a festa acontecer. E não saiu nada errado, tudo conforme o cronograma.

Mas Thaise…e as crianças?

Para as crianças, eu montei um mesinha num espacinho aconchegante com comfort food que ficou à disposição deles a festa toda. Fechei com a Maroá – sim, ela mesma – a diva do blog Escrevendo sobre maternidade. Ela usa temperos frescos, farinha mais saudável e toma todos aqueles cuidados que só quem tem a nossa mesma filosofia de alimentação toma. Fechamos:

Pão de queijo caseiro

Panqueca integral de queijo

Miniquibe

Cupcake de banana com farinha de aveia

Salada de frutas

Ela ainda me orientou a comprar suco de uva integral ao invés de mandar fazer suco natural, que sairia mais em conta e era mais fácil de transportar e conservar etc. Foi mara! Nem preciso dizer que havia um monte de adultos comendo as comidinhas “das crianças” também, né? Mas a Maroá fez porções supergenerosas e não só serviram às crianças e aos adultos como eu ainda trouxe um pouco para congelar em casa…rs

comida infantil, comfort food

E foi isso que servimos no aniversário de 2 anos da Catarina! Acho que deu para matar a fome, né? =)

Veja os posts anteriores:
Espaço e decoração
Fotos

ARILI (bolos, doces e salgados)
Jardim Aricanduva
2722-4131

 

ALINE MILANO
Buffet completo para festas
(11) 97233-6186
(atende rapidinho por whatsapp)

 

MAROÁ SCHAAF
Comfort food
(11) 97492-4647
Instagram: @comidaconfortavel

 

POSTAGENS RELACIONADAS

bh
Dicas para viajar com crianças
October 31, 2017
nutricionista infantil
8 dicas para a criança comer melhor
October 26, 2017
choro
10 motivos legítimos para uma grávida chorar
February 15, 2017
ensaiofamilia8
Porque quero ter mais filhos
August 11, 2016
empreendedorismo materno
A maternidade me transformou em uma profissional mais feliz
August 09, 2016
maternidade
A busca eterna pelo equilíbro
July 14, 2016
negligencia
Proteção ou negligência?
May 10, 2016
aniversariopeppa
Festa de 2 anos da Catarina: o espaço e a decoração
April 28, 2016
12938275_10209201250888848_3456520046385363542_n
Festa de 2 anos da Catarina: as fotos!
April 27, 2016

2 Comentários

Priscila
Responder 24 de outubro de 2017

Oi Thaise!
Que lindas vocês duas!!!
Thaise, vim te dar os parabéns pela honestidade em suas palavras.
Sou amante de uma boa leitura. Nada a ver com português imaculado, mas uma fala solta que comunica com a gente, mas, acima de tudo com a sinceridade.
Explico.
Um de meus projetos é voluntário, ajudar mães com depressão pós parto e dificuldades com criança na primeira infância, e minha irmã-amiga me convenceu fazer um ig há alguns meses @entrebatonsecrayons e estamos evoluíndo para um Face. Sou relativamente nova em ler sites/blogs brasileiros mas tenho feito pesquisas de mercado e estou encantada com sua sinceridade: "Ah..mas e as crianças?
Depois falamos das crianças. Eu estava pensando EM MIM." Adorei!
Não me identifico, sou do tipo que quer que a garotada ame e os pais são meus amigos, se não tinha o que queria é porque não me falaram que queriam ou não buscaram kkkk Masss cada pessoa é de um jeito e claro, não tem nada a ver com não amar sua filha e fazer tudo pra ela. Uma coisa uma coisa, outra coisa outra coisa. Mas enfim, falei demais... você entendeu neh?!!Parabéns!!! Demorei a fazer ig/face e tals porque NÃO ABRO MÃO DE FALAR O QUE EU PENSO sem pisar em ovos com ninguém hahaha
Deus abençoe você e beijinho na Catarina!!

    Thaise Pregnolatto
    Responder 25 de outubro de 2017

    Hahahahhaa tinha opçoes para as crianças! Maaaaaaaaaas... eu não abro mão do MEU salgadinho frito não! hahahahahaha Mas olha, se vc achou que eu fui sincera ali, tenho outros textos pra te apresentar! hahahaha Vou seguir vcs! Beijocas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com "*"