Grávida de novo!


Para quem me segue no Facebook e no Instagram, já sabe que a notícia da vez é que estou grávida de novo. Recebi muitas mensagens me perguntando sobre a iodoterapia, se foi surpresa, se foi planejado e então resolvi começar do começo.

Nosso plano inicial sempre foi emendar um filho no outro. Não queríamos que tivessem muita diferença de idade e achamos que, apesar de temporariamente mais difícil é mais prático – fora a vantagem que me dá como mãe que também trabalha fora. Inicialmente, queríamos ter começado a tentar quando a Catarina fez 1 ano, mas eu ainda não havia operado da pedra na vesícula – o que pode ser bem problemático durante uma gravidez – e não queria arriscar a amamentação prolongada da Catarina, então seguramos. Só que logo em seguida, descobri o câncer de tireóide  e precisei fazer iodoterapia. Quando fazemos iodoterapia, é preciso esperar 1 ano para poder engravidar novamente em virtude do efeito da radiação no corpo. Eu estaria liberada em agosto para começar a tentar, mas a médica me pediu para esperar setembro ou outubro para garantir.

Como comecei um processo de emagrecimento com a dieta low carb, o hiit20 e o dla justamente para perder o peso que eu ganhei durante a fase do câncer (foram 30kgs!). Como respondi muito bem a esse tratamento combinado (perdi uns 15kgs em uns 3 meses e pouco) eu e meu marido conversamos e resolvemos esperar até janeiro para começarmos a treinar seriamente. Eu estava preparada para fazer meus gráficos de fertilidade, testes de ovulação e tudo mais a que eu tinha direito! Fui uma tentante bastante focada quando resolvemos engravidar da Catarina. Eu sou naturalmente cdf e tenho mania de controle, não sei fazer de outro jeito!

A vontade de ter outro bebê, entretanto, só aumentava. Acho que falávamos disso todos os dias e estamos há meses organizando nossa vida para aumentar a família: mudamos para um apartamento maior, separamos o escritório do quarto de forma a “liberar” um quarto para o baby, guardamos boa parte do enxoval da Catarina, estou super organizada com meus horários de trabalho…enfim, essas coisas. E aí, um dia conversando, resolvemos parar de evitar agora em outubro. Veja bem, não começamos a tentar (na minha língua, tentar envolve todo um aparato e um protocolo que eu não estava realizando), simplesmente paramos de evitar. Se vier, maravilhoso…mas quais são as chances?

Explico: Nós levamos um tempão para engravidar da Catarina. Uns belos 9 ou 10 meses, mesmo com todo o meu controle profissional da ovulação. Tomei até indutor e tudo mais. Aí descobrimos que o Gustavo tinha varicocele e eu engravidei no meu primeiro ciclo após a cirurgia dele.

-Vocês raciocinaram errado – riu a minha gineco – na verdade, vocês já tinham o histórico de acertar de primeira. Tudo o que veio antes da cirurgia não valeu.

Mas enfim, vocês entenderam como a gente pensou, né? Demorou tanto da primeira vez, não vai ser pá pum agora.

HA-HA-HA

Eu estava empolgadíssima com o meu tratamento de DLA, conforme contei aqui para vocês várias vezes. Estava perdendo a minha pança loucamente, como nunca tinha visto acontecer na vida. Aí marquei uma sessão para o meio do feriado de 15 de novembro (Sim, eu sou professora e emendo tuuuuuuuuudo! Morram de inveja!), na segunda. Mas na sexta estava com aquela pulguinha atrás da orelha. Afinal, não podia fazer o DLA grávida e sou mega atenta ao meu ciclo, sabia exatamente quais dias de perigo tínhamos enfrentado. Passei na farmácia para comprar o leite da Catarina e comprei também um teste de farmácia para fazer antes de ir. Mas eu tinha tanta certeza que ia dar negativo, que comprei uma caixa de OB também, torcendo para que fizesse sol no feriado e pudéssemos ir à piscina apesar da iminente menstruação.

Como eu não estava atrasada nem nada, não fiz o teste na sexta. Guardei para fazer com a primeira urina do sábado. Mas eu não parava de ir ao banheiro – o que é sinal de gravidez para algumas, é sinal de TPM para mim. Assim como passar a noite em claro, o que também aconteceu de sexta para sábado.

Dormi cedo, estava muito cansada. Mas acordei às 3h da manhã, morreeeeeeeeeendo de vontade de fazer xixi, sem sono nenhum e depois de ter sonhado que eu fazia um teste de gravidez e dava positivo. Fiz as contas mentais, eu estava há umas 5 horas sem fazer xixi. “Bom, é essa a minha primeira urina da manhã..mais do que isso não vou aguentar”. Já estava sem sono mesmo, fui para o banheiro e fiz o teste no escuro.

Sim, porque eu não achava que ia dar positivo, lembram? Rs Estava com todos os sinais de TPM: fazendo xixi loucamente, irritadíssima, doida para furar a dieta para comer doces, dormindo mal, inchada…

antes do atraso

Aí acendi a luz para olhar melhor o resultado e a mesma sensação que me acometeu quando vi o positivo da Catarina de novo: foi como se, no fundo, eu já soubesse. É estranho, não é? Eu fiquei super surpresa, muito feliz…mas aquela impressão de “No fundo eu sabia!” ou “Meu inconsciente sabia!” eram mais fortes. Aconteceu com mais alguém?

Nem pensei duas vezes e pulei em cima do Gustavo na cama, segurando o teste pelo papelzinho (tenho nojinho sim!), perguntando o que ele achava de ser pai em 2017.

Ele, coitado, não estava entendendo nada. Estava no 11o. sono. Pedi para ele acender a luz, ele ficou mais cego ainda. Sorriu e me perguntou:

-Você está grávida?

Fiz que sim com a cabeça. Ele sorriu, me beijou e me chamou para voltar a dormir abraçadinha com ele.

DORMIIIIIIIIR, CARA PÁLIDA???? EU ACABEI DE DESCOBRIR QUE VOU SER MÃE!!!! NÃO CONSIGO DORMIR!!!

Levantei, peguei meu note e meu celular e fui para a sala. Eu tinha meia dúzia de amigas para acordar…

Na segunda, ao invés de fazer meu amado DLA, eu comecei o pré-natal. Definitivamente eu não esperava por isso no meu feriado! Mas não sei qual surpresa poderia ser melhor… Estou grávida. Grávida de novo!

Beijos,

Ise


Se você ainda não se cadastrou na nossa newsletter, cadastre-se para receber todos os posts por e-mail. Atenção: é preciso clicar no e-mail de confirmação que chega para estar inscrita de verdade.

POSTAGENS RELACIONADAS

Arquivo24
Ensaio Gestante
September 26, 2017
sintomas gravidez
10 sintomas estranhos na gravidez
May 21, 2017
choro
10 motivos legítimos para uma grávida chorar
February 15, 2017
feminismo
Empatia
December 17, 2016
gravida
Gravidez é uma m…!
December 10, 2016
amamentacao
Curso Avançado em Amamentação
July 19, 2016
homemgravido
Pai também pode ficar “grávido”!
May 16, 2016
homem
O parceiro também é “tentante”!
January 13, 2016
tag
O transtorno de ansiedade generalizada e eu
January 05, 2016

3 Comentários

adriana sd silveira
Responder 20 de janeiro de 2017

OI,quanto tempo após o iodo ,vc descobriu sua gravides?

    Thaise Pregnolatto
    Responder 20 de janeiro de 2017

    Oie! 1 ano e 3 meses. Fui liberada após 1 ano para engravidar de novo, mas esperei mais um pouco antes de tentar!

Laís Vilela
Responder 19 de novembro de 2016

Kkkkk adoro ler tudo que você escreve Ise. Muito feliz por vcs 😊
Eu tbm sonhei que estava grávida e quando acordei fiz o teste que tinha em casa (que por sinal estava vencido) e deu positivo kkkk
Como dorme depois dessa descoberta? Tsc tsc, homens 😂
Bjs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com "*"