Mitos da amamentação


Como andamos falando muito de amamentação esses dias, eu recebi muitas perguntas inbox. Resolvi reunir algumas das dúvidas mais comuns neste post para falarmos sobre os maiores mitos da amamentação. Como eu sempre digo, só informação salva. Bora estudar, moçada!

  1. O bebê nasce sabendo mamar. É puro instinto.

Mentiiiiiiira. Os primatas superiores não nascem sabendo mamar como os outros mamíferos. Os pesquisadores já chamaram a relação da amamentação dos seres humanos de “híbrido natureza-cultura”. Já escrevi sobre isso AQUI.  A grande realidade é que o começo da amamentação costuma ser caótica. Minhas amigas e eu chamamos o primeiro mês de “mês dos infernos”. Não é nadinha incomum passá-lo oferecendo leite em copinho, colher, fazendo ordenha atrás de ordenha, tendo mastite… E a gente fica com a impressão de que isso só acontece com a gente, mas não é verdade. Basta conversar com qualquer mulher que tenha amamentado exclusivamente. O começo é muito duro. Muito mesmo. E desmamar é muito mais fácil do que ensinar a mamar.

2. Colostro não sustenta.

Essa é de matar porque parece uma espécie de mantra nas maternidades – e costuma vir dos profissionais da saúde. É um tal de receitar leite artificial porque “o leite ainda não desceu”. Só parem! Uma pequena colher de colostro é capaz de sustentar o bebê POR HORAS. Ele é riquíssimo em açúcares e vitaminas, principalmente A, E e K, sais minerais e proteínas. Vale muito mais que o Whey que você tomava antes de ir para a academia. De quebra, é a primeira vacina do bebê. Falando de maneira simples, ele passa para o bebê proteção contra um pouco de tudo o que você já teve na vida, fortalecendo assim o sistema imunológico. A produção do colostro é inteligente, cada mãe produz o colostro com uma configuração diferente, de modo a poder atender as necessidades do seu filho inteiramente. Deve ser ofertado em livre demanda ao bebê. Não caia nessa de que seu leite “está demorando muito a descer”. Manda colostro para a criança. É importantíssimo!

3. Não tive leite!

A menos que você tenha feito alguma cirurgia nas mamas (redução ou silicone, cada procedimento deve ser avaliado caso a caso), estatisticamente é mais fácil você ganhar na loteria do que não produzir leite. O ÚNICO jeito de aumentar sua produção é colocar o bebê para mamar. Quanto mais eles estimular, mais leite você vai produzir. É simples assim.

4. Meu leite secou!

Apesar do que se propaga por aí, o leite não seca nessa velocidade toda. Pensem que eu desmamei a Catarina e, mais de 1 ano depois, ainda saía leite se apertasse meu mamilo. Tenho uma amiga que relata acidentes 5 (cin-co) anos depois do desmame da filha. É tão difícil de secar o leite que a maioria das mulheres toma remédio depois do desmame ou em caso de óbito do bebê no parto. O que acontece é que, se tudo estiver bem (produção regulada, bebê mamando em livre demanda etc) você provavelmente NÃO VERÁ leite nenhum. O bebê é extremamente proficiente em retirar o leite do peito, muito mais do que a bomba. Tem gente que amamenta anos e não consegue tirar uma gotinha na bomba. Não use isso como referência para a sua produção.

5. Não tem problema usar bicos artificiais.

Essa é a maior mentira DE TODAS. Repitam comigo: CHUPETA, MAMADEIRA E/OU BICO DE SILICONE DESMAMAM. Pode ser no primeiro mês, pode ser no 9o mês. Fora vários outros problemas como diminuição no ganho de peso, alterações na função buco-maxilo-facial em virtude do bebê abocanhar o seio de maneira diferente etc O melhor texto para começar a ler sobre isso, na minha opinião, é o A CHUPETA: O que toda mãe (e pai) deveria saber antes de oferecer uma chupeta para o seu bebê.  De lá, é fácil partir para vários artigos científicos relacionados.

aleitamentomaterno_2

6. Quando a mãe volta a trabalhar, é necessário entrar com leite artificial.

Não é nada fácil, mas são muitas (muitas mesmo) as mães que voltam a trabalhar, criam uma rotina de ordenha, alimentam seus filhos com copinho, mamadeira-colher e o raio que o parta. Dá um trabalho do cão, precisa querer muito…especialmente se a licença é de 4 meses. A maioria dos ambientes de trabalho não ajudam com estrutura…

7. Meu leite não sustenta

Sustenta sim! O que acontece é que o leite materno é altamente digerível (por isso não é incomum que bebês amamentados exclusivamente no peito fiquem uns 10 dias sem fazer cocô) e o estômago do recém-nascido é minúsculo. Além disso, não é incomum que ele não tenha força suficiente no maxilar para fazer mamadas longas sem se cansar, então ele mama “picado”. Por isso, a OMS recomenda sempre a amamentação em livre-demanda e JAMAIS limitar as mamadas de 3 em 3h, como infelizmente ainda ouvimos por aí que deve se fazer. O leite artificial cai como uma feijoada na barriga do bebê e costuma fazer com que ele durma depois – exatamente como se você tivesse repetido o prato de feijoada no domingo. Mas isso não quer dizer que você está melhor alimentado que quem comeu um grelhado e uma salada bem colorida… Existem também os picos e os saltos de desenvolvimento, capaz de deixar uma mãe bem confusa. Leia mais AQUI

8. Meu filho largou o peito sozinho!

Se isso acontece antes de 1 ano, houve falha no processo. Confusão de bicos, introdução alimentar muito rápida e pouco gradual etc. O bebê sempre quer e prefere o peito. Raríssimo que desmame natural aconteça antes dos 2 anos. Antes de 1 ano, impossível…

9. Só dá para amamentar exclusivamente até os 6 meses se fizer cama compartilhada

Mentira. Alguns pais acreditam que facilita, mas para nós aqui em casa, por exemplo, cama compartilhada nunca foi uma opção. A Catarina dorme no berço dela desde os 20 dias e ODEIA dormir apertada, odeia dormir com alguém. Isso jamais impediu a amamentação dela. É óbvio, né? Precisa levantar…rs Eu também nunca consegui amamentar deitada e nem dormi amamentando. É tudo muito pessoal.

10. O tipo de parto influencia na amamentação do bebê. 

Não existe nenhum tipo de diagnóstico definitivo: teve cesárea, vai ter mais dificuldade de amamentar. O que PODE acontecer é a pessoa sentir mais dor, ficar mais incomodada..mas nenhuma característica fisiológica impeditiva existe. O bebê pode ser colocado para mamar logo ao nascer também na cesárea e isso facilita muito o processo depois.

PARA ESTUDAR:

Grupo Virtual de Amamentação

Curso Avançado em Amamentação

Amamentar é

POSTAGENS RELACIONADAS

Gente incomodada incomodando lá atrás
Reclamaram que você está amamentando em público? Reaja como esta mãe!
November 23, 2017
bianca4
Virei mãe, tudo mudou. E agora?
October 20, 2017
como amamentar quando volta ao trabalho
Como fica a amamentação quando a mãe volta a trabalhar?
September 24, 2017
AMAMENTAR
Culpa por não ter conseguido amamentar
June 04, 2017
amamentacao
Por que é tão difícil amamentar?
March 30, 2017
escolinha doenças
Desde que entrou na escola, meu filho só fica doente
September 08, 2016
ensaiofamilia8
Porque quero ter mais filhos
August 11, 2016
amamentacao
Curso Avançado em Amamentação
July 19, 2016
trabalho
5 dicas para as mães que querem voltar a trabalhar fora
July 16, 2016

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com "*"