PetiteBook


Oie!

Quem me segue desde as épocas do NMN sabe que eu sou bem seletiva com propaganda que faço e com eventos que participo. Eu não indico o que não gosto e não uso. Nem tudo que eu indico é pago. Muito comumente (especialmente no Instagram que é o meio “mais rápido” de comunicação), eu mostro o que estou usando, o que gostei, o que não gostei. Com o blog antigo, recebi até ameaça de morte ao falar mal (contar a minha experiência real!) de uma grande rede de aluguel de roupas…rs  Enfim, sem seletividade não há credibilidade, não é?

Eu raramente falo dos eventos no blog, deixo tudo para o Instagram. Mas hoje vou falar porque preciso de espaço.

Essa manhã fui a um evento com a Catarina porque o produto a ser lançado era um clube de assinatura de livros, o PetiteBook. Euareia fiz Letras, eu sou professora de redação para crianças, sou escritora de livros infantis e era daquelas crianças que pedia livro ao invés de brinquedo para todo mundo que me perguntasse o que eu queria de presente de aniversário. Eu gosto, sempre gostei. Ler é uma parte gigante de mim. E à medida que eu fazia enxoval, eu montava a biblioteca da Catarina. Tenho quase todos os meus livros de infância guardados e ela herdou tudo. E meu marido gosta tanto de livros quanto eu.

piscinadebolinhaPor tudo isso, eu sempre fui encanada com clube de assinatura de livros. Eu não achava que valia a pena financeiramente e eu sempre gostei de escolher. E tem muitos por aí que não valem mesmo. Mas me chamou a atenção que era a mesma empresa que faz o PetiteBox – e eu conheço bastante gente que gosta muito. Só não sou assinante por motivos de “meu marido me mata se aparecer mais coisa na fatura do cartão” porque eu AMO receber pacotes. 

O evento em si foi uma delícia. Tinha um brigadeiro maravilhoso, um docinho tipo Raffaello caseiro e uma cocadinha de colher que não têm explicação.  Percebam que 1.Estou ótima depois da cirurgia da vesícula   2.Gordeeeeeenha que é gordeeeeeeeenha começa descrevendo o evento pela comida.

A Catarina se acabou de brincar. Vocês vão perceber isso pela qualidade das fotos: não consegui fotografar NADA de NADA e o pouco que fotografei ficou tremido. Mas quem tem filho de 2 anos por aí me entende. Rolou um super terrible two para ninguém botar defeito. Catarina não quis porque não quis colocar a pulseirinha (tipo camarote vip de balada no braço) para entrar. Choooooooroooooou e se debateu até todo mundo num raio de 2km olhar para mim simplesmente porque ela não queria tirar o sapato azulpiscina lindo dela. Recolheu todas as corujas da decoração (que são “só” a logo da empresa…) e colocou todas em cima da minha bolsa no melhor estilo “gostei, são minhas e eu vou levar para casa” (Não riam de mim. Esse é o raciocínio de uma criança de 2 anos “gostei-é-meu”. Mas poxa, não a logomarca da empresa que convidou a gente, né, filha?), recolheu tooooodas as bolinhas amarelas que estavam na piscina de bolinhas azul e vice-versa, chorou porque queria uma bexiga, chorou porque não queria segurar a bexiga, chorou porque não queria que eu segurasse a bexiga, chorou porque não queria que eu amarrasse a bexiga, chorou porque não queria que eu devolvesse a bexiga.

camarimEla ficou de bouas na maior parte do tempo, mas sempre tem que ter alguma coisa para olhar. E eu não podia deixá-la sozinha porque ela é meio sem-noção e eu tinha medo que tirasse brinquedo da mão de criança, que alguma criança maior pisasse nela (ela entra na frente da correria sem pudor), enfim…os clássicos que vocês conhecem. Resumo da ópera: comi menos delícias do que eu gostaria! hahahahhaa Falando sério, perdi alguns pedaços do evento. E fiquei morta-com-farofa. E não consegui falar com um monte de colegas blogueiras, só com quem veio falar comigo – e sempre na correria. Mas a felicidade da cria vale tudo, né?

Viajei na maionese agora e não falei nada do produto. Gente, comenta aí quem lê meus posts até o fim! hahahaha Dizia eu que a Aritmética… (e se você entendeu essa piadinha infame, você entregou a idade: nasceu nos anos 80! hahahaha)

petitebook

Nós ganhamos o kit PetiteBook do mês que eu não abri na hora (bolsa, água, blusa, celular, fotos, correr atrás da Catarina + um pacote aberto. Eu sou doida?). Só abri quando cheguei em casa. E que grata surpresa tive. Um dos livros eu conhecia, é um clássico. Mas não com essa roupagem nova, com buraquinhos onde a criança pode enfiar o dedinho! E o outro um super upgrade dos cards que se usa para estimular a fala e ensinar vocabulário.

Contação de história

Contação de história

Sabem quando a gente ganha aquela roupa para a criança…aquela, que estamos mega ultra precisando, sempre enrolamos para comprar…e aí a gente ganha a roupa de um tamanho que já serve para a criança, mas que serve um bom tempo ainda porque está grande? Mas grande bom, tipo já dá para usar e vai durar um tantão ainda? Foi a sensação que eu tive com os dois livros.

Posso contar a história da lagarta hoje e daqui um tempo posso ensinar as cores. Depois os nomes das frutas. Depois os números de 1 a 5. Depois os dias da semana. Posso falar de comida saudável e comparar com a comida que eu não quero que ela coma sempre. Posso até discutir gordofobia com ela, falar de tolerância e respeito.

Com o outro livro, posso puxar as palavras que ela já sabe, ensinar outras que sãomassinha adequadas para a fase, agrupadas dentro de um mesmo assunto – o que facilita demais a associação. Depois, posso ensinar palavras novas, de coisas que pertencem menos ao cotidiano dela. Aí posso começar a associar adjetivos aos substantivos que ela já conhece (banana madura, menino alto, calça velha…). Posteriormente, podemos partir para a criação de pequenas frases e assim por diante.

Inteligência é estímulo, gente. Claro que todos temos aptidões naturais, mas os estímulos são a base da construção do nosso conhecimento de mundo. E olha só: nosso cérebro nunca mais vai funcionar como o cérebro de umabrinquedodeagua criança de até 3 anos. Se tem uma hora que investimento é ainda muito mais importante, é na infância.

Enfim, o que acontece é que eu gostei demais dos livros escolhidos. Aí pensei que talvez não devesse valer a pena, né? Bom, olhe aqui e aqui. A assinatura semestral (em promoção) sai por R$44,90.

Pensei, pensei e pensei. Aí falei para o Gustavo que a gente sempre diz que vai comprar uns livros para a Catarina e acaba que só compramos para nós! hahahaha Eventualmente compramos para ela, mas acaba sendo o que ela viu e gostou ou um que eu já conhecia. É muito comum passar um mês inteiro e a gente não pisar no shopping. Não contamos shopping como passeio para ela, então chega final de semana e procurarmos sempre lazer PARA ELA. Aí acaba que fica para semana que vem, para a outra e depois a outra…e o mês acabou sem nenhum livrinho novo. Não dá. E ainda vem a cartinha da psicopedagoga sugerindo temas transversais a se trabalhar com aquele livro.

Então assinei o PetiteBook hoje, feliz da vida. Se tudo der errado, Catarina tem 2 livros novos garantidos por mês chegando aqui em casa. Minha parte, estou fazendo. Nossa prioridade é SEMPRE a educação e o desenvolvimento dela, como uma cidadã do mundo, enxergando longe. E sem leitura, a gente fica míope…

Fica aí a minha dica de hoje: PetiteBook.

Beijocas,

Ise.

Obs,: A Academia Americana de Pediatria recomenda que todo dia, desde o dia do nascimento, se leia para um bebê/criança. É tão importante quanto alimentar ou trocar a fralda.


Estamos também no Facebook, no Instagram e no Snapchat! Segue lá =)

POSTAGENS RELACIONADAS

curumim2
Sugestão de leitura: Eu e meu amigo Curumim
November 13, 2017
Livro_O_menino_azul
Como pedir a coleção de livros do Itaú 2017
September 29, 2017
livros-itau-colecao
COLEÇÃO ITAÚ 2016: SAIBA COMO SOLICITAR A SUA
October 04, 2016
criançaslendo
10 livros infantis que uma criança precisa conhecer
November 26, 2015
capa
Lançamento “Minhas Histórias” – Vamos nos encontrar?
October 15, 2015
capa
Coleção de Livros Itaú 2015 – saiba como solicitar a sua!
September 26, 2015
Pequenos Grandes Leitores
Pequenos Grandes Leitores
July 10, 2015

1 Comentários

JOSELITO SOARES VIEIRA
Responder 28 de outubro de 2017

EU GOSTO MUITO DE LER PARA MEUS FILHOS E ELE TAMBEM CURTEN BASTANTE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com "*"