Retrospectiva 2015


Queridas,

Acho que não vou mais postar este ano. Já estou organizando o blog para o ano que vem. Aliás, a minha cabeça inteira está em 2016… mas antes queria compartilhar meus pensamentos desses últimos dias.

2015 foi, de longe, o ano mais difícil da minha vida. E sim, por causa do câncer. Soa ridículo até, frente às tanats coisas boas que o ano me trouxe e frente aos problemas realmente sérios que vejo por aí. Era um câncer pouco agressivo, de fácil tratamento. Deu tudo muito mais do que certo – desde o diagnóstico até o tratamento. Mas foi uma bomba na minha vida. Atômica. Tanto que resolvi fazer uma retrospectiva do ano para me convencer de que muita coisa aconteceu: muito mais coisas boas que ruins.

Meu psiquiatra disse que eu sou uma otimista incurável e que por isso tive tanta dificuldade em lidar com o câncer. Ele não tem lado bom para que eu me apegue. Sem dúvidas eu me sinto muito mais vulnerável depois dos acontecimentos deste ano. Então tento agradecer de coração, todos os dias, pela vida que eu levo. E eu adoro a minha vida. É tudo o que eu sempre sonhei. Não preciso de mais nada.

Começamos o ano com um grande acontecimento: o primeiro aninho da Catarina. Inacreditável pensar que ela estava “já” “só” há um ano com nós. “Já” porque é a realidade: voou. A gente olha para o bebê e simplesmente não consegue reconhecer aquela pessoinha que te apresentaram na sala de parto. “Só” porque eu honestamente não me lembro da vida sem ela. Parece que ela sempre esteve aqui.

Foi uma delícia comemorar o aniversário dela em grande estilo – sim, eu sou festeira. Família, amigos…todo mundo que fez muito esforço para estar por perto e eu não vou esquecer disso.

Ainda no primeiro semestre, a ideia do blog começou a tomar forma e o Gustavo me deu o empurrão que faltava para que eu sentasse e o fizesse. E lá foi ele tomando forma. Concomitantemente, meus livrinhos tomavam forma e me deixavam morrendo de orgulho. Aliás, outro ponto positivo para 2015: que equipe essas professoras que escreveram o livro comigo! Morro de orgulho de trabalhar com elas…

Aí descobri o câncer, como já contei AQUI. O baque, os exames, a cirurgia, a iodoterapia, os 12 dias longe da minha filha, os efeitos do hipotireoidismo, o afastamento do trabalho…

Paralelamente a isso, meus dois projetos queridinhos do ano – o blog e os livros – iam a mil por hora. Quando o blog foi lançado, eu já tinha uns 2 mil seguidores no instagram. Aliás, esses seguidores me deram uma meeeeega força no período que fiquei em isolamento longe de casa. Mães que podiam imaginar como eu estava me sentindo e me doaram muito do seu carinho e empatia.

O blog foi ao ar na última semana de agosto e em outubro já contava com 50 mil visitas mensais. Essa semana bati 10 mil seguidores no Instagram. No Facebook, são quase 7 mil. O que dizer? Só amor, gente… Metade de mim é amor e a outra metade, gratidão.

Os livrinhos foram um sucesso e estão em fase de adoção por várias escolas por todo o Brasil.

Minha filha aprendeu a andar, a comer sozinha (hahaha bom, mais ou menos, né?), se comportou como uma mocinha quando deixou de ir para a casa da vó nas manhãs em que eu dou aula para ficar com a babá, foi um espetáculo de menina quando precisou ser desmamada com meros 1 ano e 4 meses em virtude da iodoterapia.

Felizmente, consegui pedir ajuda e descobri que era o TAG me fazendo perder a estribeira – e não o câncer. Estou quase com a minha vida normal de novo.

Meu marido ficou do meu lado. Acordou para me abraçar em muitas madrugadas em que eu tive crises de pânico. Levantou comigo para que eu fosse trabalhar, vem cuidando da nossa filha com primor nos meus momentos de limitação e tem trabalhado muito pela sua família, principalmente para que eu possa ficar com a Catarina em casa quase que o tempo todo.

Não foi um ano ruim. Foi um ano em que eu aprendi muito sobre mim mesma, sobre as prioridades da vida. Mas honestamente, estou feliz que ele esteja acabando. Quero poder começar TUDO NOVO.

Feliz 2016!

Que possamos estar juntas.

Beijos carinhosos,

Ise.

POSTAGENS RELACIONADAS

bh
Dicas para viajar com crianças
October 31, 2017
10 dias após a cirurgia
Hipotireoidismo e gravidez: um desabafo
April 01, 2017
metrica
Perdi 18 cm de barriga em 1h30!
October 16, 2016
gorda
Por que gorda incomoda tanto?
September 25, 2016
amamentacao
Curso Avançado em Amamentação
July 19, 2016
maternidade
A busca eterna pelo equilíbro
July 14, 2016
utineo
Perdi meu filho enquanto eu estava na UTI
January 21, 2016
professor
6 coisas que você NÃO deve dizer ao professor do seu filho
January 19, 2016
ensaiofamilia
Ensaio Fotográfico: amor em forma de recordação!
January 04, 2016

1 Comentários

Andréa Maia
Responder 28 de dezembro de 2015

Só mulheres incríveis são otimistas e bem humoradas!!!! Te admiro! ????

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com "*"