Vacinas que toda grávida precisa tomar


Hoje começou a campanha de gripe para gestantes e crianças menores de 5 anos no SUS. Como boa colecionadora de vacinas que sou, eu e a Catarina já estávamos lá no final da manhã =) Papai já tomou a vacina na empresa semana passada e assim espero também proteger a Aurora, que vai demorar uns bons meses para poder ser imunizada.

No ano passado, Gustavo se vacinou, Catarina foi vacinada e eu, enrolada como sempre, fui deixando para depois. Empurrei com a barriga até que esqueci. Este ano, no final de fevereiro, peguei uma gripe que me custou um mês de saúde e uma semana de internação. Eu estava com 19-20 semanas de gravidez e gente, fiquei MAL. Perdi muitos dias de trabalho e só não digo que foi a pior coisa que já peguei na minha vida porque em 2009, eu tive gripe suína (H1N1). Lembram aquela época em que cada caso novo era noticiado no JN? Eu fui um deles…hahaha Eu sou professora, né? É difícil passar ilesa…

Lição aprendida, lá estava eu para ser vacinada no primeiro dia de campanha com a minha cria. O outono já chegou DE VEZ aqui em São Paulo e o que a gente mais encontra por aí são crianças doentes. A sala da Catarina é um corram-para-as-montanhas infinitos. Os anos de amamentação têm segurado bem a barra, mas a gente sabe que é questão de tempo com o tempo seco e as crianças respirando o mesmo ar.

Além da vacina de gripe, o SUS também está oferecendo a DPTa – que custa uma bela graninha no particular. Podem acreditar em mim, Catarina tomou 4 doses. O posto costuma oferecer a DPT e o particular a DPTa, que tem a mesma eficácia, mas é acelular. Os efeitos colaterais são minimizados se não há pedaço de vírus vivo. A boa notícia é que para gestantes o SUS está oferecendo essa versão para as gestantes A PARTIR DA 20a. semana. E é possível tomar no mesmo dia que a da gripe, não tem problema. Eu tomei as duas hoje. A minha DPT só venceria ano que vem, mas acharam por bem já me vacinar em virtude da gravidez e tudo mais. Uma das coisas que eu mais gosto nos postos é que não tem miséria com vacinação…rs Agora, só em 2027. E podem apostar que eu estarei lá! hahahaha Não perdi NENHUMA data das minhas vacinas desde que comecei a tomar conta do calendário.

Ainda, para as grávidas que não tomaram, é preciso tomar a vacina de Hepatite B – também oferecida pelo SUS. Eu tomei quando era criança e não precisa de reforço nunca mais. Minha médica pediu aquele exame que mede o IGg e o IGm tanto no início da gravidez da Catarina como da Aurora e ela sempre aparece lá, me protegendo e protegendo as minhas filhas. Afinal, este é o lance da vacinação na gravidez, não é? Proteger quem é muito pequeno e frágil para se proteger sozinho.

O Dr. Gustavo de Paula Pereira explica porque cada uma dessas vacinas é importante:

– Influenza (gripe) – A gripe está associada às internações e quadros graves nas gestantes e recém nascidos. “Todas as gestantes devem tomar a vacina e sua aplicação é segura em qualquer período da gestação”, explica o médico.

– Tríplice Bacteriana (dTpa-Difteria, Tétano e Coqueluche) – Além de proteger contra o tétano neonatal, essa vacina tem importante papel na prevenção da coqueluche, doença que pode se manifestar com quadros graves no recém nascido. A vacina deve ser aplicada a partir da vigésima semana de gestação e, excepcionalmente, no puerpério, naquelas mulheres que não se vacinaram na gestação.

– Hepatite B – A Hepatite B é uma doença altamente contagiosa e o risco de infecção crônica é mais elevado quando o contágio da criança ocorre no período perinatal. Todas as gestantes que não foram vacinadas ou não completaram o esquema de três doses, devem se vacinar. “O objetivo da vacinação é prevenir a infecção materna e, assim, evitar a transmissão ao feto”, completa Gustavo.

“Vale ressaltar também que, durante a avaliação pré-concepcional, é muito importante que a mulher cheque sua carteira de vacinação e tome as vacinas faltantes que não podem ser tomadas durante a gestação”, finaliza Gustavo.
A campanha de gripe vai até 26 de maio =) Dia 13 é aquele Dia D, em que o posto abre ao sábado…
Boa vacinação para vocês!
Obs.: Não, gente. A vacina NÃO CAUSA gripe.
Obs2: Não cumpri a minha promessa e não está atualizado. Mas sobre vacinas do SUS e do particular, sugiro essa leitura: http://mamaholic.com.br/vacinas-dar-no-posto-ou-no-particular/

Dr. Gustavo de Paula Pereira é médico Tocoginecologista; Graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas – FCM/UNICAMP. Fez residência Médica em Tocoginecologia pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas – FCM/UNICAMP. Tem especialização em Ultrassonografia em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas – FCM/UNICAMP; Mestrado em Ciências na área de Obstetrícia e Ginecologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP.

Imagem: pixabay

POSTAGENS RELACIONADAS

vacina
Vacinas: dar no posto ou no particular?
January 02, 2016

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com "*"