Vim de Angola para o Brasil realizar meu sonho de ser mãe


Em Angola, assim como em alguns outros países, uma mulher é reconhecida socialmente pela maternidade. Se não conseguimos engravidar, é aceito que o marido abandone a esposa ou tenha filhos fora do casamento.

chá de bebe

Eu sempre quis ser mãe, só não sabia que seria uma longa jornada. Depois de tentar por vias convencionais e não conseguir, comecei a perder a esperança e optei por outros métodos. Fiz alguns tratamentos com ervas, mas sem sucesso.

Resolvi procurar um ginecologista que me diagnosticou com endometriose e uma anomalia no útero, o que dificultaria muito a minha gestação. Com o objetivo de preservar meu casamento e ter uma família, viajei para Portugal em busca de ajuda.

Comecei os tratamentos de fertilização na Fundação, as tentativas não deram certo. Foram inúmeras tentativas em inseminação sem sucesso. No final de 2012 cheguei ao Brasil e recomecei os tratamentos com o Dr. Alfonso, em São Paulo. Com ele fiz cinco tentativas e a última deu certo, graças a Deus.

gravida

Aos 47 anos consegui engravidar! Ao mesmo tempo em que fiquei imensamente feliz, também fiquei muito preocupada e triste. Foi um período muito conturbado na minha vida, pois além de estar longe do meu país de origem, perdi muitos familiares. O processo é doloroso e cansativo e se não tivermos um amparo fica complicado se concentrar na gestação.

O processo de gestação foi especialmente doloroso para mim, pois tive perdas que jamais serão reparadas. Primeiro minha amada mãe, depois meu irmão mais velho e por último minha afilhada que faleceu em 2014 com 18 anos. Enquanto tudo isso acontecia em Angola, eu passava dias de aflição e desespero no Brasil. Não consegui me despedir da minha mãe e vou levar esse sentimento comãe e filhomigo para o resto da vida.

Hoje o Eduardo tem 1 ano de idade e posso dizer que ele é a razão do meu viver. Consegui engravidar em um país desconhecido, longe da minha família, mas tudo valeu a pena. Eu faria tudo novamente se fosse necessário! O sabor da vitória é indescritível. Desejo muita força e paciência para as mulheres que estão nesta luta.

Beijos,

Luzia.

Quer escrever sua história? Manda para o e-mail contato@mamaholic.com.br com o título Palavra de Mãe =) Encha de fotos.

Fotos pixabay e arquivo pessoal da leitora.

POSTAGENS RELACIONADAS

choro
10 motivos legítimos para uma grávida chorar
February 15, 2017
gravida
Gravidez é uma m…!
December 10, 2016
homem
O parceiro também é “tentante”!
January 13, 2016
gravida
Vamos começar a tentar um bebê?
November 05, 2015
palavrademae
Gestação do Coração
October 18, 2015

1 Comentários

Cristiane Amorim
Responder 8 de junho de 2016

lindo testemunho, me faz ver que devemos fazer tudo e mais um pouco pelo sonho da maternidade!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com "*"