Passeio de férias: Fazendinha Cia dos Bichos


Olá, pessoal! Estou sumida do blog porque nossas férias estão a todo vapor. Quem nos segue no instagram está vendo tudo de perto. Todos os dias praticamente estamos fazendo um programa diferente com as meninas. Como no dia 10 de julho foi o aniversário de 1 ano da Aurora e fizemos uma festinha, ficou complicado viajar. Mas essa é a parte que eu mais gosto de São Paulo: as possibilidades são infinitas. A gente jamais vai dar conta de desbravar tudo e sempre, absolutamente SEMPRE tem algo de novo e muito interessante para se fazer. Amo! A gente passeia, passeia e passeia e ainda fica triste porque é impossível ver e fazer tudo. Eu e meu irmão percebemos isso ainda crianças. Meus pais queriam sempre ir para o interior nas férias e nos feriados e nós começamos a pedir para ficar por aqui…hahahaha

Lá no instagram dá para ver alguns dos passeios no feed e outros tantos nos destaques do stories “#feriasemsp. Tem passeio para todos os gostos e bolsos. Mas sobre a fazendinha eu precisei escrever aqui porque os caracteres limitados do Insta jamais me dariam a chance de mostrar para vocês o tanto que gostamos de lá.

No site da Fazendinha Cia dos Bichos tem um mapa mega detalhado ensinando a chegar e foi ótimo que eu tenha dado uma espiada nele antes de sairmos porque o Waze no finzinho do caminho manda a gente virar a direita e a Fazendinha está ali logo à frente, à esquerda. Mas tem uma placa enorme que diz “CIA DOS BICHOS” nessa bifurcação, então não tem o que errar mesmo que o Waze tente. Essa é a única “dificuldade” para chegar. O sítio fica em Cotia, muito pertinho. Cotia é praticamente uma extensão da Zona Oeste de São Paulo e nós, que estamos na Zona Leste – ou seja, do outro lado da cidade – levamos 53 minutos para chegar. Nem deu para sentir que saímos de São Paulo na verdade, pois fomos pela Marginal Tietê, entramos na Castelo só para acessar o rodoanel e logo caímos na Raposo. Estávamos tão animados e conversando que perdemos a entradinha do Rodoanel na Castelo (é só entrar MESMO, paga o pedágio e já cai à direita!) que tivemos de fazer o retorno e pagar o pedágio DE NOVO. hahahaha

A gente sempre faz dessas. =)

O estacionamento é enorme e a entrada é um bambuzal lindo. A gente passa pela entradinha, que é uma pequena gift shop. Aliás, nos salvou: Catarina não tinha um boné e já compramos um ali mesmo, com o logo a Fazendinha, ara sua alegria. O dia estava lindo e rolou solzão o tempo todo, então o boné foi um item que fez a diferença.

fazendinha

Ao entrar, você recebe uma comanda. Como essas de padaria aqui em São Paulo. Você não precisa ficar carregando dinheiro ou trocado para comprar as coisas, simplesmente vai colocando na comanda. Do souvenir, ao almoço, até a água. Quando vai embora, passa a comanda no caixa e paga tudo. Simples assim. Nenhuma das atividades é paga à parte, estão todas inclusas no valor do ingresso.

Pegamos nossa comanda e entramos. Não deu nem tempo de olhar em volta e já havia um monitor na porta para nos recepcionar – depois fiquei sabendo que era o Biro-Biro. Catarina se apaixonou por ele. Ela o chamava o tempo todo, ficava atrás dele. Tanto que ele deve ter cansado dela. Ela queria ir AONDE ELE ESTIVESSE. Mas dá para entender: primeiro que ele era engraçadíssimo mesmo. Segundo que ele a acolheu desde o minuto que ela chegou e o resto do dia todo. Já cortou o gelo brincando com ela, dizendo que o boné dela era igual à camiseta dele. Nem vimos nada e já estávamos dentro de uma cerquinha com um monte de filhotinhos de cabra dando comida a elas com o tio. Não deu nem tempo da Cata ficar com medo. Quando vimos, estávamos todos lá dentro.

férias em são paulo

Daí pra frente, as coisas foram acontecendo sozinhas. Chegou o tio Mau-Mau e cantando levou as crianças para dar comida aos perus. Algumas das atividades são realizadas duas vezes ao dia (como a abertura do berçário de filhotes, as frutas das Emas, a alimentação dos patos, a ordenha da vaquinha…), então os monitores reúnem as crianças quando elas acontecem. Entre essas atividades em grupo, ficam à disposição das crianças a charrete e os passeios à cavalo, além do enorme e delicioso parquinho e do campinho de futebol. E, claro, a livre-visitação aos outros animais. Por todo o lugar há feno (capim? Gente, me perdoem, eu sou uma criança de São Paulo e não sei a diferença hahahaha) e as crianças ficam livres para alimentar os bichinhos. Em quase todas as cerquinhas, as crianças (e os adultos) podem entrar e estar em contato com os animais lá dentro. Quando isso não é possível, há placas avisando – como no caso do avestruz.

Os animais são MUITO LIMPOS e o lugar também – dentro e fora das cerquinhas. Uma leitora me perguntou no stories se fede muito. NÃO, GENTE. Funcionários fazem O TEMPO TODO a limpeza das cerquinhas, tirando cocô e o feno que fica no chão (as crianças derrubam, né?). Os animais são tão bem cuidados que parecem animais de casa. Acho honestamente que a Dorinha quando bate o mês sem banho fede mais! hahahaha Bicho tem cheiro, óbvio.  Mas esses foram os bichinhos mais bem-tratados que eu já vi na vida. Percebam que a Aurora estava no meio deles também, na maior. E isso não nos preocupou EM MOMENTO ALGUM. Clique para ver a foto grande!

Os bichos são mansos, acostumados às pessoas. Na verdade, eles já associaram que aquelas crianças vão encher o bucho deles hahaha Então eles veem as crianças e já se aproximam, felizes. Os monitores instruem sempre as crianças de modo a não assustá-los na hora da alimentação (normalmente as crianças ficam sentadas) e os bichos já sabem que quando todo mundo levanta, é hora de voltar para a casinha. É tudo tão natural e tranquilo que parece ensaiado.

O espaço de visitação em si não é muito grande, o que faz ser um passeio ótimo com as crianças porque não se cansam com grandes deslocamentos. A canseira vem das (muitas) atividades e brincadeiras mesmo. Não precisa ficar desesperada correndo atrás loucamente também pois é tudo bem cercadinho, bem delimitado e seguro. Não tem risco, por exemplo, de você piscar e a cria cair no lago. Tudo MUITO LIMPO, muito organizado, funcionários extremamente educados e prestativos. Ninguém, absolutamente ninguém, te dá uma resposta sem um sorriso ou faz um comentário meio atravessado. Aliás, o lugar é todinho pensando para te dar estrutura com crianças. É uma fazenda, mas com os confortos todos. Dá até para entrar com carrinho. Não ficamos andando com ele por lá, deixamos encostados num canto e quando a Aurora dormiu, zás. Não precisamos ficar segurando. Clique para ampliar as fotos.

Outra coisa muito legal é que pelo espaço são vários os almofadões espalhados, além dos bancos. Dá para sentar, encostar, tirar um cochilo, relaxar. EU praticamente não sentei, mas o Gustavo e a Aurora até dormiram depois do almoço numa sombrinha gostosa.

bebê na fazendinha

O almoço foi muito tranquilo, com comida caseira e gostosa. O restaurante é uma delícia, panorâmico e muito rápido. A comida muito gostosa. O prato mais caro custava R$ 110 reais e, de acordo com o cardápio, servia um casal de adultos e uma criança. Para nós, deu para os quatro tranquilamente. Coloquei algumas fotos do cardápio lá no stories.

Família reunida e a Aurora que não olha para a foto jamais

Família reunida e a Aurora que não olha para a foto jamais

Mal deu tempo de terminarmos o nosso almoço e já fomos dar o almoço dos porquinhos – com direito a poças de lama e tudo. Quem tem um fã da Peppa em casa, imagina o furor.

E a tarde toda passou num piscar de olhos:

Há também espaços para mostrar às crianças a cultura de roça e até um pouco de história. São duas as casinhas de pau a pique, decoradas com fogão de pedra e lampião. Tem um modelo do banheiro e do chuveiro de antigamente no campo (Catarina achou engraçadíssimo e acho que não acreditou que alguém usava o banheiro daquele jeito). Algumas das atividades também foram nesse sentido: depois de tirar o leite da vaquinha, as crianças tiveram uma oficina de biscoitos que foram assados no forno a lenha e feitos com o leite que eles mesmos tiraram da vaquinha.

São muitos animais, muitas atividades. Não fica cansativo e as crianças se divertem muito:


EDIT: Recebi muitas mensagens no Instagram querendo saber mais sobre as atividades e sobre como é a interação com os animais. Fiz uma compilação simples dos nossos vídeos pessoais e coloquei no nosso canal do youtube. Para assistir, CLIQUE AQUI. Aproveite e se inscreva no nosso canal, deixe seus joinhas. Eu sou meio enrolada AND preguiçosa com o Youtube e o incentivo de vocês me anima muito! Não esqueça de espiar os destaques dos stories no instagram para ver outros vídeos e o cardápio do restaurante. 


Sobre a Fazendinha Cia dos Bichos: 

Normalmente abre aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 17h. Agora nas férias, funciona de quarta a domingo.

Valor do ingresso por pessoa: R$55. Crianças abaixo de 2 anos não pagam e adultos com mais de 60 anos também não.

NÃO ACEITA CARTÃO DE CRÉDITO. Dinheiro, cheque ou débito.

Estacionamento grátis.

Telefone: (11) 4703 – 3548

POSTAGENS RELACIONADAS

assedio infantil
Se meu filho não te conhece, pare de pedir beijos!
October 15, 2018
Como pedir a coleção de livros do Itaú 2018
October 10, 2018
desenvolvimento infantil
Como os bebês aprendem?
September 27, 2018
grávida estupro
Sobrevivi a um estupro – AVISO DE GATILHO
June 03, 2018
dúvida
Feliz Dia das mães para você, homem branco e hétero sem filhos!
May 12, 2018
menino de tutu, machismo
Meu filho usa fantasia da Frozen. E daí?
April 08, 2018
atividade educação infantil
4 atividades SIMPLES para tirar as crianças da frente da TV
March 25, 2018
youtube
Primeiro x segundo filho: coisas que a gente aprende
March 05, 2018
gravidez
7 coisas IMPORTANTÍSSIMAS que você precisa saber na primeira semana do bebê
March 03, 2018

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com "*"