Sugestão de passeio: Family Day no Ecologic Park


Finalzinho de férias chegando e, por vários motivos, estivemos menos ativos do que gostaríamos em janeiro. Brincamos muito por aqui, muita piscina, muitos amigos, cineminha, passeios curtos…mas pouca coisa DIFERENTONA para curtir com as meninas.

No sábado, fomos ao Ecologic Park passar o dia e experimentar uma nova modalidade, o Family Day. Sou suspeita porque adoro acampamentos – passei toda a minha infância e adolescência aguardando por eles e são das melhores recordações que tenho.

Acima, cenas dos anos 90…hahahaha Íamos com a escola e era sempre uma festa: partíamos na sexta e voltávamos no domingo, mortos com farofa. Não tinha celular (ou tinha, mas era mais coisa dos nossos pais e nem levávamos…não tínhamos hábito) então era basicamente um final de semana inteiro sem contato com os pais. Foi assim que aprendi a arrumar a minha cama, a fazer mala, a me virar. No meu primeiro acampamento, eu tinha 8 anos. No último, 15.

Quando voltávamos em casa, era a maior festa. Eu tinha 3 dias para atualizar os meus pais de tudo o que tinha acontecido, mas a vontade de mostrar em detalhes para eles era gigante, tanto que eu sempre levava máquina fotográfica – numa época em que câmera digital nem existia! Era FILME para REVELAR. Pronto, entreguei a idade! hahahaha

Poder curtir as atividades em um acampamento com a minha família foi uma experiência muito legal, Gustavo e eu viramos criança de novo. Cata foi à tirolesa? Nós também. Ela pirou de ver papai e mamãe brincando, ficava correndo na chegada para esperar por nós e dar parabéns pela coragem (igual fazemos com ela! hahaha). Participamos de tudo, absolutamente TUDO. Labirinto, toboágua, quiz, corremos dos dinossauros…tudo embaixo de um calor oficial de 35ºC (e uma sensação térmica que eu preferi não saber!).

O Ecologic Park está a 2h40 de São Paulo (da porta da minha casa no Tatuapé, na verdade). Foram 3 pedágios na ida totalizando quase R$30 (idem na volta). O caminho foi bem tranquilo e sinalizado (até Piracicaba, tudo pista dupla), apesar de termos errado a entrada do parque. Nós sempre fazemos isso. Se não erramos pelo menos uma vez, não é a nossa família passeando! Havia uma placa que dizia “BEM-VINDO AO ECOLOGIC PARK” cerca de 800m do que indicava que seria a entrada do parque no GPS. Embicamos, mas achamos que ali não podia ser a entrada, que havíamos errado…que a entrada provavelmente era onde o Waze indicava. Demos meia volta e ainda levamos algumas pessoas a desistir do caminho com a gente para descobrir pouco mais à frente da rodovia que estávamos certos antes hahahaha Então a minha primeira dica é: CONFIEM NA PLACA hahahahahaha

Ao chegarmos, fomos recebidos com um café da manhã caprichado e delicioso. O check-in era às 9h e nós chegamos umas 9h30. Deu tempo de ir ao banheiro, comer um pouco, passar protetor nas meninas e já nos chamaram para dividir as equipes, de modo que nos alternássemos entre as atrações e não ficássemos esperando muito em casa uma delas, aproveitando mais o passeio.

Nosso primeiro brinquedo foi a tirolesa. Sou suspeita porque adoro! hahahaha Cata foi em várias indoor, mas não me lembro se ela havia ido em alguma outdoor antes. Acho que não. Tinha 100m essa – e havia uma outra com 280m, mas acho que deve funcionar para adolescentes e adultos, tínhamos muitas crianças pequenas no grupo.

Saindo da Tirolesa, fomos para a Oficina de Reciclagem 4D. Além das explicações do nosso monitor (que era ótimo e super teatral, as crianças amavam), havia vídeos explicativos na atividade e eles aprenderam sobre reciclagem, tipos de poluição, biomas etc. Entramos no meio da atração que era uma espécie de museu em 4D e terminamos em uma sala onde participamos de um quiz sobre os assuntos vistos. Foi a maior curtição! Nosso time ficou em último porque as crianças eram sempre as últimas a apertar o botão HAHAHAHAHA

De lá, fomos almoçar. O almoço estava incluso no pacote e era variado e bem gostoso. Suco, água e sobremesa à vontade estavam inclusos também. Cerveja e refrigerante eram pagos à parte.

Saímos do almoço e fomos para os quartos de apoio. Os quartos coletivos onde as crianças ficam, ficaram disponíveis para que deixássemos a bagagem, colocássemos as crianças descansar, dessemos banho etc. Eu, pessoalmente, achei a organização meio difícil pois não eram quartos familiares, eram alojamentos femininos e masculinos. Então eu tinha um tempo curtíssimo para me trocar, trocar a Catarina e a Aurora. Passar protetor em três…enquanto o Gus estava ocioso lá fora, eu saía suada e sofrida hahahaha Normalmente a gente funciona bem ao estilo “cada um pega uma” ou então fazemos linha de produção “enquanto-um-troca-o-outro-passa-protetor”, sabem? Mas enfim, não é um resort, é um acampamento. Eu não sou lerda, nunca fiquei para trás em atividade nenhuma nos acampamentos da minha vida, mas dessa vez, quaaaaaaaase perdi o começo de uma das atividades. Uma coisa é trocar uma pessoa, outra coisa é trocar 3, sendo que uma usa fralda e exige trocas, né? Acho que talvez a solução fosse liberar quartos familiares para casais sozinhos com crianças menores de 2 anos, sei lá. Cheguei a ficar até nervosa enquanto eu trocava a Aurora que estava de cocô e tentava ajudar a Catarina que estava sozinha se limpando no banheiro e a monitora gritava na porta “VAAAAAAAAAAMOS GALEEEEEEEERA”.

Após nos trocarmos, fomos para a piscina e putz…sem palavras….foi delicioso. RE-LA-XAN-TE. Com aquele calor africano que estava, todo mundo de repente ficou bem-humorado por estar fresco. Perto das piscinas, havia uma sorveteria (sorvetes não inclusos no pacote) então eu, o Gu e a Cata curtimos nosso sorvetinho com o pé na água, numa nice enquanto a Aurora nadava perto dos nossos pés com suas boias.

As piscinas não são lindas de encher os olhos, mas são ÓTIMAS para as crianças! Não tem azulejo (eu já cortei o pé…), a profundidade é excelente, não escorregam, a água não é fria demais. Eu adorei e, por mim, teria ficado lá a tarde toda, com prazer. O toboágua dá um gostinho extra, especialmente para os maiores. Perdi as contas de quantas vezes a Catarina foi…rs Eu, fui 2x! hahahaha

Saímos da piscina e fomos nos trocar pois a próxima atividade (Jurassicamp) envolvia trilha. Foi nessa hora que passei o aperto e quase perdi o início da atividade. Teve árvore falante, trilha na floresta, nascente do lago, enigmas, abertura de portal, desafios de ecologia, uma caverna enorme com um cinema lá dentro dela. Do cinema, uma porta se abria e íamos parar na época dos dinossauros. Lá rolou labirinto e um final surpreendente (as crianças PIRARAM) que você pode ver no compilado de vídeos abaixo.

Se não conseguir ver o vídeo, CLIQUE AQUI e assista diretamente no Youtube.

Ao final de tudo isso, mais um lanche! Voltamos para casa mortos e acabados, mas muito felizes. Que delícia de memórias construímos com as nossas filhas. Espero voltar.

ECOLOGIC PARK ACAMPAMENTO
Rod. Herminio Petrin (Piracicaba – Charqueada) s/n- KM 193
Bela Vista – Charqueada – SP
Reservas: (19) 3486-2065

  1. Para informações sobre o Family Day, CLIQUE AQUI.
  2. Para saber o que levar na mala, CLIQUE AQUI. Obs.: Dá para levar carrinho de bebê quase que em todas as atividades, só no Jurassicamp que é complicado pois é uma trilha. Não é uma trilha puxaaaaaaada, Gus fez com a Aurora no colo o tempo todo, dormindo.
  3. Meu celular tinha sinal normalmente lá dentro, mas a internet não pegava sempre. 4G não rolou, era aquele H+ mesmo, quando dava. No restaurante há wi-fi grátis, mas só íamos lá na hora de comer, então não consegui gravar stories no insta, mas vou colocar umas fotos lá.

POSTAGENS RELACIONADAS

fazendinha interação com animais
Passeio de férias: Fazendinha Cia dos Bichos
July 21, 2018
palhaço circo sp
Circo Spacial
October 01, 2017
neo geo family
Neo Geo Family: opção para as férias
July 18, 2016

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com "*"